Nova Colecção “As minhas princesas”, Mirtilo Gomes

Eis por onde divaga meu pensamento nestes dias… Não o dei por terminado. Falta-lhe qualquer coisa…

Numa terapia de choque, faço frente aos dias cinzentos.

E arrisco. É a primeira vez que pinto um cavalo. E só um cavalo faria aqui sentido.

Quando envelhecem, o que fazemos com eles?  Enfiamo-los no matadouro.

É ridícula esta relação que temos. Aproveitamo-nos da sua virilidade, congratulamo-los com tudo e depois?

Porquê este desinteresse, esta traição a quem tanto se dedica?

Velho será sinónimo de lixo?!

Esta tela alerta-nos para isso mesmo.

Uma outrora princesa, agora rainha.

Manto simples, capa de véu, renda desajeitada…

Já lá vai o tempo.

Já não vem à lembrança

e as mãos já não deixam os pontos certinhos…

Falta-lhe o jeito para muitas coisas…

Faltam-lhe muitas lembranças.

Os outros sabem, mas não querem saber. Nem ela…

Triste é esta solidão, estes dias cinzentos… este abandono.

Outrora tudo. Agora nada.

Detalhes do trabalho:


Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s