História de um cão (doido?)

“Maria doida?”, Misto sobre Cartão canelado

Detalhe da Ilustração “Maria doida?”

Detalhe da Ilustração “Maria doida?”

Esta é a Maria. Há 8 anos que faz parte das nossas vidas.

É uma boa companhia. A minha sombra

Querem conhece-la? Ela é um bicho engraçado…gosta de muitas coisas…

…de roer ferro (parafusos, clips, pregos e qualquer objeto de metal que encontre pelo chão…) Ainda dizem que os cães não roem ferro… enganam-se. Depois aparece tudo devidamente guardado na caminha da Maria.

…de comer moscas! E Pummmm! Lá vai ela contra os vidros da janela! Bahhhhh, todos babados…. As moscas devem morrer só com o cheiro da boca dela!! Nós quando temos a infelicidade de levar com o seu bafo, ficamos num estado catatónico, entre o desmaio e o vómito.

…de comer ervitas na rua, como todos os cães normais. Dizem que é pra limpar o intestino… como se ela precisasse…

…de guardar os sapatos/ chinelos/ pantufas (que não são dela). É só para tomar conta deles… mas depois dá-lhe uma crise de nervos canina e mastiga tudo… pelo menos as pantufas… (acontecimento verídico)

…de rebentar balões! Como se eles fossem o pior inimigo de todas as criaturas do planeta terra! E quando o balão vai no ar manda cada salto! E não descansa enquanto não os liquidar todos! Um dia ficou a roer um balão azul, no sofá da sala… passado um bocadinho, quando lhe passou a noia, fui para ir buscar o balão… mas onde? Tinha desaparecido! Apareceu depois, num monte de cocó… Ai Maria, francamente! Os teus humanos não te dão de comer?

…de comer chocolate!!!!!!! Pois… mas no veterinário esclareceram-nos que o chocolate é muito tóxico para os cães! Nã nã! Acabou-se!… mas se o cão não pode comer as pessoas também não deviam! Vai lá dizer isso à tua humana…. Deixou duas tabletes em cima da mesa da sala (que é baixinha) e a Maria, sorrateira, decidiu acabar com elas…. Só restou o papel de fora… PRONTO! NÃO VAI VOLTAR A HAVER MAIS CHOCOLATE!… pelo menos, em cima das mesas baixinhas…

… de ter miminhos!! Dos humanos cá de casa ou de outros que ela goste. E se não lhe ligam… se nem uma festinha lhe fazem… não desencosta até ter o que ela quer! Num outro dia não descolou de um colega que foi lá a casa… até festinhas na cara lhe fez com a patinha… “oh, mas eu sou tão fofinha e querida e meiguinha e engraçada… faz-me lá uma festinha….”

de dormir no pufffffffffffffffffffff. O puff foi comprado para os humanos… pois…mas ela saltou lá para cima e com o olhar comunicou: “meu!”… ah, não faz mal… gostamos de a ver correr e mergulhar para cima do puff! Fica doida de felicidade!

…e de PANINHOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! MUITOS PANINHOS!!!!!!!!!!!!! Não adianta… basta estarem no chão que pensa que são propriedade dela… às vezes até os vai buscar ao atelier, a cima da mesa da sala, sofá, etc… estes panos, trapos, meias, funcionam como antisstress. Se fica nervosa, logo se acalma se tiver alguma coisa na boca. Se não tem um pano à vista, agarra o que houver (papeis, paus, chinelos ou sapatos, e até o edredom do sofá)… Pois…. é uma espécie de chupeta… (com a infância desastrosa que teve (até aos três meses), bem que pode ter uma fixação no estádio oral, de acordo com  Freud… pois… acho que ele não estudou psicologia canina… talvez o César Milan saiba dizer…)

ah… e aquela coisa branca na ilustração é uma fralda… pois… a idade não  perdoa…E eu gosto da casa limpinha.

Olha ela (costuma andar sempre assim, com o pêlo cortado):

hum… está aborrecida.

“Olha… encontrei uma tampa… Minha!”

Camuflada…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s